segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Salomão, que descobriu que “a palavra dura produz a ira”, escreveu também sobre o outro lado da moeda: “Palavras agradáveis são como favos de mel; doces para a alma e saúde para os ossos” (Provérbios 16:24).


A palavra é uma ferramenta poderosa de comunicação porque ela expressa nossa vida interior. Conversar é um instrumento que vai de alma para alma. Quando queremos expressar nosso desapontamento com os outros, escolhemos palavras de avaliação e de julgamento. Por outro lado, quando sentimos apoio e bem estar, caprichamos no uso das palavras que reflitam satisfação.


A Bíblia diz que “a boca fala do que está cheio o coração”. Por causa disso, porque o Senhor nos chamou para sermos testemunhas da Sua graça e do Seu amor, Ele insiste em que nos alimentemos da Sua Palavra. As palavras do pecado endurecem o coração e produzem a ira. As palavras de Cristo produzem a salvação e saúde na vida diária. É neste contexto que Salomão descreve “palavras... que são saúde para os ossos”. O sistema ósseo é a estrutura de nossa sustentação, de nossa firmeza perante os abalos. Por isso, disse Jesus, “aquele que cumpre as Minhas Palavras” tem saúde para os ossos, adquire resistência diante das tempestades da vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

About this blog

Arquivo

Labels